Valor do Custo Variável em Janeiro/2018

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou que a bandeira tarifária de fevereiro continuará verde, o que significa que não haverá cobrança extra nas contas de luz. Isso porque o volume de chuvas nos meses de dezembro e janeiro trouxe melhora no nível dos reservatórios das hidrelétricas.

As bandeiras tarifárias amarela e vermelha, com cobrança adicional na conta de luz, são acionadas quando as termelétricas a gás, mais caras, precisam ser colocadas em funcionamento para produção de energia elétrica, compensando a geração devido ao déficit hídrico nos reservatórios.

Em outubro e novembro de 2017, vigorou a bandeira vermelha patamar 2, a mais alta prevista pela agência. Em outubro, o acréscimo foi de R$ 3,50 a cada 100 kilowatt/hora (kWh) consumidos no mês. Em novembro, o valor adicional, reajustado pela agência, passou para R$ 5,00 a cada 100 kWh.

Já em dezembro, em razão do início do período chuvoso, a agência reguladora determinou a cobrança da bandeira vermelha patamar 1, com cobrança extra de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

Assim, de acordo com o valor da energia em janeiro/2018, o valor por 1.000 m³ de água consumido nas Estações de Bombeamento do Perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho variou de R$ 89,82 (menor valor) na EB 23.04 a R$ 144,25 (maior valor) na EB 11.2.

Lembrando que o valor por 1.000 m³ varia entre as 39 Estações de Bombeamento de acordo com a energia usada para bombear o volume de água consumida em cada EB, e que o rateio nas contas ocorre sempre no mês subsequente ao pagamento pelo DINC às concessionárias (CELPE e COELBA), ou seja, em janeiro/2018 o custo variável corresponde ao que se pagou em dezembro/2017 e que por sua vez já foi usado pelos usuários em novembro/2017.

Em janeiro o volume total bombeado no PISNC foi de 31.964.814 m³.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *