Aviso: lombadas fora do padrão serão retiradas.

A rede viária do Perímetro Senador Nilo Coelho e Área Maria Tereza é composta de aproximadamente 800 km de estradas de serviço e todos os anos, o DINC realiza o serviço de regularização das estradas.

A partir de agosto de 2018 esse serviço está novamente acontecendo.

Um dos grandes problemas enfrentados por todos nós que usamos as estradas é que após a regularização, para evitar a poeira na culturas, alguns produtores constroem lombadas fora do padrão e isso gera um grande desconforto e até prejuízo para quem trafega diariamente nas estradas.

Assim, lembramos aos produtores que existe um normativo do Conselho de Administração para que o produtor possa proteger suas culturas, seguindo os padrões estabelecidos, sem atrapalhar os condutores ou danificar os veículos. Esse normativo já foi publicado em edições anteriores e está à disposição dos produtores no DINC.

Pedimos, mais uma vez, que os produtores observem as regras estabelecidas, pois a equipe de máquinas ao regularizar as estradas, irá retirar as lombadas que estiverem fora do padrão.

Outro fato que gera diversas reclamações, diz respeito àqueles produtores que molham a estrada e a danificam imediatamente após a conclusão do serviço.  Lembramos que esse procedimento também não deve ser realizado.

E, mais uma vez, lembramos que as cercas vivas são de responsabilidade de quem as planta, devem ser podadas e terem recolhidos os restos de poda, deixando a estrada limpa.

Agradecemos a compreensão e atendimento às normas estabelecidas.

Petrolina, 07 de agosto de 2018.

Um comentário em “Aviso: lombadas fora do padrão serão retiradas.

  1. CELIA

    Gostaria de sugerir uma lombada de forma regular no km 25 do Maria Tereza, entre a “vila do covão” e a vila principal. Pois naquele trecho tem uma cooperativa e entrada para 03 lotes e já houve vários acidentes ali, inclusive com vitimas fatais. Como os estabelecimentos ficam próximos da vila, os trabalhadores vem a pé para os lotes, na saída ou chegada eles acabam sendo atropelados.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *