CAPTADO X FORNECIDO m³

REF. CAPTADO FORNECIDO
07/2015 25.130.407 23.223.984
06/2015 23.404.063 21.865.228
05/2015 15.213.038 15.305.490
04/2015 26.317.299 16.894.093
03/2015 26.317.299 24.981.808
02/2015 26.116.645 22.581.264
01/2015 18.776.649 17.464.757
12/2014 27.271.839 28.960.645
11/2014 31.572.748 28.572.011
10/2014 28.420.322 28.605.284
09/2014 24.597.823 24.383.864
08/2014 24.261.310 23.395.530
07/2014 24.946.556 23.548.511
06/2014 18.664.080 18.129.256
05/2014 18.048.444 20.312.117
04/2014 19.788.889 18.508.820
03/2014 26.512.076 24.559.559

CULTURAS POR ÁREA (REF. 07/2015)

CULTURA ÁREA EM Ha %
Manga 8.040,71 36,50%
Uva 4.649,75 21,11%
Coco 2.406,57 10,92%
Goiaba 2.232,49 10,13%
Banana 2.131,74 9,68%
Acerola 1.115,01 5,06%
Maracujá 200,84 0,91%
Mandioca 180,96 0,82%
Caju 154,31 0,70%
Pupunha 145,00 0,66%
Mamão 124,29 0,56%
Limão 21,86 0,10%
Romã 8,56 0,04%
Tomate 3,00 0,01%
Maçã 1,20 0,01%
Diversos 614,64 2,79%
TOTAL 22.030,93 100%

Reunião na Sede da ANA sobre Crise Hídrica

Ontem às 10:00h ocorreu mais uma r – Agência Nacional de Águas para tratar sobre a insistente crise hídrica que se abate sobre o país e sobre Vale do São Francisco.

A reunião, que foi dirigida pelo Presidente da ANA, Sr. Vicente Andreu, não teve caráter deliberativo, em função da necessidade de atualização dos dados que são sistematicamente apresentados pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) a cada reunião, para debater sobre este tema específico.

Ficou definido, ainda, que até a próxima segunda, 24/08/15, A CEMIG (Cia. Energética de Minas Gerais) e o ONS deverão produzir, em conjunto, novo estudo a ser entregue à ANA, para deliberação, contendo novas propostas de defluência para o reservatório de Três Marias. Este estudo considerará o relatório apresentado pelo ONS na reunião de ontem e considerações da CEMIG sobre o mesmo com seu posicionamento, já que este manifestou-se contrário à proposta apresentada pelo ONS.

Importante registrarmos que o novo relatório do ONS atualiza as projeções para níveis menores em Sobradinho no dia 30/nov/15. Esse número que era de cerca de 8,8% passará para 5,9%

IMG_5248 (800x800)

IMG_5252 (800x600)

IMG_5253 (800x600)

IMG_5255 (800x600)

Nova reunião para Debatar Defluência dos Reservatórios de Sobradinho e Três Marias

Amanhã ocorrerá, em Brasília, nova reunião na sede da ANA – Agência Nacional de Águas. O objetivo, é debater, em grupo, as condições de defluências a jusante dos reservatório de Sobradinho e Três Marias.

Vemos neste encontro, que contará com a presença de nosso Gerente Executivo, a oportunidade de debater uma solução para realizar a operação do DINC frente à possibilidade de atraso nas obras dos flutuantes. Essa solução parte da alternativa de buscarmos uma reservação mínima operacional em Sobradinho através do aumento da defluência do reservatório de Três Marias.

Antecipadamente, encaminhamos uma carta ao Presidente daquela Agência, o Sr. Vicente Andreu, a com nossas considerações sobre o tema, pedindo que a ANA pondere nossos argumentos contidos na mesma. Uma cópia da referida carta também foi encaminhada ao Presidente da CODEVASF, Sr. Felipe Mendes, reforçando a necessidade daquela autarquia endossar, em conjunto conosco, a proposta de manutenção de níveis mínimos de operação do Nilo Coelho.

Cartas em anexo.

CARTA PRESIDENTE

CONVITE REUNIAO ANA

CARTA ANA

Mandado de Reintegração de Posse da Área de Reserva Legal Invadida

Agora, no mês de agosto, estamos completando 3 anos da emissão do Mandado de Reintegração de Posse no. 3274-63.2012.4.01.3305, expedido pelo MM. Juiz Federal, Dr. Eduardo Gomes Carqueja em favor da CODEVASF \ DINC. Esse instrumento dá poderes para a reintegração da Área de Reserva Legal invadida e desmatada pelo MST no PA-III.

Três anos se passaram e o descaso público com o cumprimento da ordem judicial é claro e absurdo por parte das autoridades policiais do Estado da Bahia que insistem em não cumpri-la, sob o argumento de que a área ocupada pertence ao estado de Pernambuco, o que não procede como já informamos oficialmente por carta à autoridade competente.

Há um ano, veiculamos na mídia local, um VT que mostrava, à nossa comunidade, o que estava ocorrendo no Perímetro Nilo Coelho. Essa atitude objetivou dar conhecimento a todos, bem como buscava forçar as autoridades a tomarem as providências no sentido de cumprir a lei.

Infelizmente até agora nada mudou, a não ser a quantidade de áreas ocupadas que só cresceu, aumentando também o impacto negativo no meio-ambiente e em nossas expectativas de que um dia a lei instituída pela República seja aplicada e os responsáveis, por esse crime, punidos.