Serviços Prestados

1.     ADMINISTRAÇÃO

Área de apoio administrativo a Operação e Manutenção do DINC, com a elaboração e acompanhamento do orçamento anual e o planejamento estratégico financeiro da instituição. Temos Contabilidade própria e controle financeiro sobre os recebimentos e pagamentos de forma geral. Conta com um Serviço de Atendimento ao Produtor e implantação de programas de qualidade. Responsável pelo abastecimento e controle dos materiais e equipamentos aplicados nas atividades básicas, bem como pela segurança patrimonial de todo o projeto. Apoio técnico na automação operacional e demais sistemas informatizados utilizados na instituição. Atua diretamente junto aos funcionários na busca da melhoria na condição de trabalho e segurança.

 2.     OPERAÇÃO

Atividade básica do Distrito que visa à captação, condução e distribuição da água para irrigação das áreas agrícolas conduzidas pelos produtores do Distrito. É definida na Missão do Distrito que diz: Fornecer água aos produtores do Perímetro Irrigado para irrigação na quantidade e oportunidade desejada buscando o uso racional e eficiente com o máximo retorno.

As etapas deste processo compreendem:

  • Planejamento;
  • Administração e execução do planejado;
  • Controle da rede geral do sistema;
  • Fornecimento parcelar e controle;
  • Avaliação, custos e emissão de contas;
  • Acompanhamento e arrecadação, negociações inadimplências e corte;
  • Restabelecimento e fornecimento.

2.1.   PLANEJAMENTO

Realizada mensalmente pela coordenação e Setor de Operação do Distrito, tendo como base áreas em produção por estação de bombeamento e demanda hídrica mensal das culturas.

2.2.   EXECUÇÃO DO PLANEJADO

O operador da Estação de Bombeamento Principal em função do planejado e ajuste introduzidos pelo inspetor inicia bombeamento com vazão necessária ao atendimento da demanda definida. Este bombeamento se inicia as20h40min até as 17h20min.

Iniciado o funcionamento da EBP se faz a regulagem das 11 comportas de controle de nível e vazão existentes nos 62 km de canal principal, estas são operadas de forma automático remoto e neste período de vinte horas de funcionamento se realizam diversos ajustes de vazão.

A partir das 21 horas, sendo as estações de pressurização automáticas, estas iniciam o processo de bombeamento até às 17 horas.

As bombas das estações de bombeamento vêm partindo e ou desligando-se nesse período em função da demanda hídrica dos produtores abastecidos pela estação de bombeamento.

A estação de bombeamento está regulada para pressão 5,8 (m.c.a). Quando a pressão é maior de 6,0 (m.c.a) uma bomba é desligada, quando a pressão é menor que 5,0 (m.c.a) uma bomba é ligada.

Este funcionamento das estações de bombeamento é administrado e controlado pelo Sistema Supervisório localizado na sede do Distrito.

2.3.   CONTROLE NA REDE GERAL DO SISTEMA

A rede principal é controlada pelo inspetor que diariamente em diversos momentos, de acordo com execução planejada, opera a abertura das comportas manualmente nas estações remotas.

A operação dos canais secundários que abastecem as estações de bombeamento e os reservatórios é regulada e controlada pelo leiturista.

2.4.   CONTROLE PARCELAR

É no setor de Estatística e Hidrometria que em função da conta de energia elétrica mensal se rateia por estação de bombeamento este valor de acordo com o volume de água entregue aos produtores (R$/1000m³), e aplicasse a tarifa dos custos fixos (R$/ha).

As contas são emitidas e distribuídas aos produtores para pagamento na rede bancária e é levado o acompanhamento dos pagamentos recebidos.

2.5.   AVALIAÇÃO DO CUSTO OPERACIONAL DO MÊS E EMISSÃO DE CONTAS DE ÁGUA

  • O Setor de Estatística e Hidrometria realiza uma prévia avaliação da conta de energia e água fornecida em cada estação de bombeamento;
  • Emitida a conta de água, se procede a entrega da mesma aos produtores para pagamento.

 3.     MANUTENÇÃO

3.1.       SERVIÇOS PRESTADOS AOS PRODUTORES:

  • Manutenção de estradas;
  • Manutenção de rede de drenagem;
  • Manutenção de hidrômetros, registros, válvulas da tomada d’água e hidrantes.

3.2.       SERVIÇO PRESTADO A INFRAESTRUTURA:

  • Manutenção nas adutoras;
  • Manutenção nos canais e estruturas (comportas e extravasores);
  • Manutenção nas estações de bombeamento;
  • Manutenção elétrica;
  • Manutenção de máquinas e veículos;
  • Manutenção predial.